Educar Lado a Lado

Disciplina Positiva: O Que É Isso, Afinal?

Disciplina Positiva: O Que É Isso, Afinal?
Disciplina Positiva

“De onde tirámos a ideia louca de que para conseguirmos que uma criança seja boa, primeiro devemos fazê-la sentir-se mal?”

Jane Nelsen

Disciplina Positiva é um programa desenvolvido pela Dra. Jane Nelsen. É baseado no trabalho de Alfred Adler e Rudolf Dreikurs e é desenhado para ensinar os mais jovens a tornarem-se responsáveis, respeitosos e membros contributivos nas suas comunidades. A Disciplina Positiva ensina importantes habilidades de vida, sociais e pessoais de uma forma que é profundamente respeitosa e encorajadora tanto para crianças como para adultos (inclui pais, professores, cuidadores de crianças, educadores e outros).

Estudos recentes das neurociências mostram que todos nascemos com um instinto de nos conectarmos com o outro, e que as crianças que sentem uma conexão com a sua comunidade, família e escola têm tendência de se portar de forma mais agradável. Para que sejam adultos bem sucedidos e que saibam contribuir, as crianças precisam aprender competências muito necessárias, sociais e de vida. A Disciplina Positiva é baseada no entendimento de que disciplinar os filhos é necessário: no sentido de orientar, guiar, ensinar, educar.

No site da Disciplina Positiva Brasil, uma filial oficial da Positive Discipline Association, pode ler-se que “Disciplina Positiva baseia-se no conceito de que disciplina pode ser ensinada com firmeza e gentileza ao mesmo tempo, sem punição, castigo ou recompensa. Esta filosofia apresenta o caminho da meio entre o autoritarismo e a permissividade, resultando em mais de 50 ferramentas para nos ajudar a desenvolver as habilidades que tanto queremos para construir relacionamentos mais saudáveis.”

Vou de seguida, neste artigo, mencionar os 5 princípios-base, ou critérios, da Disciplina Positiva. Considere estes 5 pontos como as peças de um puzzle: funcionam melhor quando temos as peças todas juntas, consegue-se ver a imagem com clareza! Um critério não funciona sem os outros. Veja com mais clareza os desafios que o seu filho lhe coloca. Sente-se desapontada, triste, cansada, ou frustrada com algumas situações na sua família? Comece por montar as 5 peças centrais deste puzzle da Disciplina Positiva e veja onde isso lhe leva.

Os 5 critérios da Disciplina Positiva

1. É Gentil e Firme ao mesmo tempo.

A Disciplina Positiva encoraja ao respeito mútuo. Se queremos ser respeitados, temos absolutamente de modelar o respeito. E não estamos a fazê-lo quando gritamos, reclamamos, criticamos, julgamos, humilhamos, e etc. A ideia não é ser permissivo, mas também não ser punitivo. É POSSÍVEL ser firme e gentil ao mesmo tempo, quando temos consciência dos nossos limites e comunicamos com clareza e intenção. (Se eu tenho vindo a conseguir, vocês também conseguem, acreditem!).

2. Ajuda a criança a sentir Pertença e Significância.

Quando as nossas atitudes levam a criança a sentir-se integrada, conectada, ao ajudá-la a sentir que é aceite na sua escola, na sua família – estamos a ajudar a criança a ser mais capaz de contribuir positivamente e ter comportamentos mais adequados. Todos nascemos com o intenso instinto de agradar e sermos aceites e com o desejo de pertencer. É das necessidades base do ser humano. Quando está preenchida tende a fazer as crianças sentirem-se bem, logo, a portarem-se bem!

3. Funciona a Longo Prazo.

Neste estilo parental sabemos que a cada momento a criança está a aprender algo sobre si, sobre o mundo, a absorver as interações do ambiente. A cada momento da sua vida, a criança toma decisões. Ela pensa, sente, aprende, e DECIDE. Decide a 3 níveis: sobre si mesma, sobre o outro e sobre soluções para a situação. As decisões que toma, em relação a como se vai comportar, podem ser de dois tipos: modo sobreviver (apresenta desafios de comportamento) ou modo prosperar (desenvolve habilidades de vida). A punição e a recompensa podem resultar na hora, mas a longo prazo têm efeitos negativos por causa deste sistema de decisão da criança!

4. Ensina Habilidades de Vida e Habilidades Sociais essenciais para a construção de um bom caráter.

Todos queremos que os nossos filhos sejam respeitosos, que tenham cuidado com os outros, sejam empáticos e responsáveis. Todos queremos futuros adultos que saibam resolver problemas, solucionar conflitos, cooperar e contribuir para a sua comunidade. Este tipo de habilidades de vida é adquirido pelas crianças quando elas são educadas com Disciplina Positiva.

5. Convida a criança a descobrir quão Competente ela é e a usar a sua energia pessoal de maneiras construtivas.

Todas as crianças têm a sua energia, o seu poder pessoal. A Disciplina Positiva encoraja a criança a descobrir qual é esse poder para então direcioná-lo de forma positiva. Todas as crianças têm capacidades, lados fortes e menos fortes como todos nós. A maneira como a criança se vê a ela mesma faz toda a diferença no seu comportamento. Ensinar a criança a ser autónoma ajuda a criar um senso de realização e capacidade que é muito positivo para o crescimento saudável.

“Assim como as crianças precisam de educação, os pais também precisam ser educados. Educação dos pais consiste em aprender novas respostas às provocações das crianças, e que pode levar a novas atitudes e abrir novos caminhos onde florescem relacionamentos harmoniosos.”

Rudolf Dreikurs

Aqui ficou uma espécie de introdução ao que é isto da Disciplina Positiva. Nos próximos posts tenciono explorar as ferramentas mais concretas desta abordagem e mostrar-vos como podem ser aplicadas:

  • quando os miúdos fazem birra
  • quando os miúdos não querem dormir
  • quando os miúdos estão a brigar
  • quando não arrumam os brinquedos

Até já!

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of
Close Menu